quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

FreeBSD: Criando um zabbix proxy


Este post pode parecer meio sem pé nem cabeça por não ter nada de configuração de agent e servidor, mais o título do post é "Criando um zabbix proxy com FreeBSD", e é isto que vamos fazer, o servidor e o agent vão ficar para um outro post.

O que o zabbix proxy faz? Ele é responsável por coletar e armazenar as informações dos agentes que estão em outra ponta, como uma filial remota, ou um cliente remoto, além de coletar as informações de equipamentos a baixo de NAT, e depois entregar ao seu servidor zabbix principal. 

O proxy do zabbix pode armazernar as informações por ele coletadas por um bom tempo (isto é configurável) , e em caso do link remoto estar fora do ar, ele continua coletando as informações dos hosts remotos.

Chega de história e vamos por a mão na massa.


1- Instalando:


cd /usr/ports/net-mgmt/zabbix2_proxy && make install

* desmarcar todas a opções que aparecerem IPV6

adicionar ao /etc/sysctl.conf

kern.ipc.shmall=409600
kern.ipc.shmmax=204800000

2- Instalar o mysql55-server:


cd /usr/ports/database/mysql55-server && make install

zproxy# echo "mysql_enable=\"YES\" " >> /etc/rc.conf
zproxy# /usr/local/etc/rc.d/mysql-server start

criar o banco de dados zabbix_proxy, conceder permissão ao usuário zabbix e importar conteudo para o banco de dados

mysql> create database zabbix_proyx ;
mysql>grant all privileges on zabbix_proxy.* to 'zabbix'@'localhost' identified by 'senhaparaozabbix' ;
mysql> flush privileges;

zproxy# cd /usr/local/share/zabbix2/proxy/database/mysql
zproxy# mysql -u zabbix -p zabbix_proxy < schema.sql

 3- Arquivo de configuração do zabbix proxy: 


zproxy# cat /usr/local/etc/zabbix2/zabbix_proxy.conf

Server=ip_do_servidor_zabbix
Hostname=Nome Do Proxy Zabbix
LogFile=/tmp/zabbix_proxy.log
DBName=zabbix_proxy
DBUser=zabbix
DBPassword=senhaparaozabbix


4- Iniciando o zabbix proxy:


zproxy# echo "zabbix_proxy_enable=\"YES\"" >> /etc/rc.conf 
zproxy# /usr/local/etc/rc.d/zabbix_proxy start

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

FreeBSD: Saiu FreeBSD 9.1-RELEASE

Que surpresa agradável, após um csup descobri que havia saído a 9.1-RELEASE:

FreeBSD fwlj11.xxx.xx 9.1-RELEASE FreeBSD 9.1-RELEASE #0: Sat Dec  1 08:47:33 BRST 2012     root@fwlj11.xxx.xx:/usr/obj/usr/src/sys/FWLJ11  amd64

Segue ai meu arquivos supfile


*default host=cvsup.br.FreeBSD.org
*default base=/var/db
*default prefix=/usr
*default release=cvs tag=RELENG_9_1
*default delete use-rel-suffix
*default compress


Como não estou usando para nada em especial está máquina apenas para conexão VPN entre matriz e filial não estou usando nenhum recurso que seja de vital importância, nem teria a necessidade estar usando nada demais desta versão.

Mais fica dica aí pra quem quer sair deu seu RCx e ir para uma RELEASE .

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

FreeBSD: Acesso ao console de um FreeBSD virtualizado no Xen

Muitas vezes não temos acesso ao X do servidor, e quando estamos virtualizando um FreeBSD e precisamos de acesso ao console precisamos abrir um X, agora não mais, podemos ativar o console via ttyu no FreeBSD e acessar via "xm console domUFreeBSD".

Vamos ver como isto funciona:

Com seu FreeBSD virtualizado rodando, vá ao arquivo /etc/ttys e altere a linha:


ttyu0 "/usr/libexec/getty std.9600" dialup off secure


Para:


ttyu0 "/usr/libexec/getty std.9600" vt100 on secure


No arquivo /boot/loader.conf insira a linha:


console="comconsole"

agora basta desligar sua VM FreeBSD e religar com o comando:


xm create domUFreeBSD -c


ou com a VM já funcionando acessar ao console via:


xm console domUFreeBSD

Referencias: 

  • http://wiki.sysconfig.org.uk/display/howto/Xen+FreeBSD+8.2+DomU+(PV)+--+Step+by+Step+Howto

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Backup: Script para backup a quente de máquinas virtuais usando LVM

 Segue aqui um script bem simples para backup de máquinas virtuais que estejam com seus disco armazenados em LVMs.

 O script faz um snapshot da LVM da VM (putz ficou estranho), depois faz um dd deste snapshot para um HD externo ou uma outra mídia qualquer, agora chega de explicações e vamos ao que interessa:


#!/bin/sh

# Script de backup de VMs em LVM

VG=/dev/vmserver
VMS="vm0 vm1 vm2"
MIDIA=/mnt

mount /dev/sdc1 $MIDIA

for VM in $VMS; do

echo "Iniciado backup de $VM em `date`"
lvcreate -L 2G -s -n $VM-snap $VG/$VM
dd if=$VG/$VM-snap | gzip | dd of=$MIDIA/$VM.img.gz
lvremove -f $VG/$VM-snap
echo "Finalizado backup de $VM em `date`" 

done

umount $MIDIA

terça-feira, 27 de novembro de 2012

PORTS: cvs / svn / portsnap




Bom, com o fim do suporte ao cvs ao ports previsto para 2013, resolvi escrever esta postagem.

Sempre use o cvsup, depois csup para atualizar tanto a árvore do ports como source, certa vez precisei usar o portsnap em um ambiente sem acesso a porta 5999 (csup/cvsup), deste de então passei a usar cada vez mais o portsnap.

Mais como sempre gostei de usar o csup, resolvi fazer uns teste com o SVN. Como pró tem maior controle da versão da árvore do ports, podendo até voltar a uma versão anterior, porém quanto a velocidade e espaço em disco, vamos aos comparativos:

SVN:
Tempo para criar uma árvore do zero, em um link de 1MB: 2horas
Espaço em disco (du -sh /usr/ports) : 1,1G

portsnap:
Tempo para criar uma árvore do zero, no mesmo link de 1MB: 20min para baixar e uns 13 para o extract
Espaço em disco (du -sh /usr/ports) : 697M

Com isto, fico mesmo com o portsnap, e quanto ao SVN, já estou portando meus servidores para o uso dele para atualização do source, e fica para uma próxima postagem .

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

FreeBSD: Reconectando Velox em FreeBSD como cliente PPPoE

Venho neste post colocar 2 scripts pequenos e rápidos para reconectar uma conexão velox em um gateway FreeBSD. Primeiro script faz a verificação se o link está ok enviando 3 ping para um determinado host, e passando ok em caso do primeiro ping ser aceito, caso o ping falhe ele chama o segundo script que roda uma serie de comandos.

Script 1 (checa_conexao.sh)


#!/bin/sh

/sbin/ping -o -c 3 www.embratel.com.br > /dev/null

if [ `echo $?` -ne 0 ]; then

/home/scripts/reconectavelox.sh

else

exit 0

fi

############################################

Script 2 (reconectavelox.sh)

#!/bin/sh

/etc/rc.d/ppp stop
sleep 10
/etc/rc.d/ppp start
sleep 10
ifconfig tun0
/etc/rc.d/pf reload
/usr/local/etc/rc.d/squid stop
/usr/local/etc/rc.d/squid start
/usr/local/etc/rc.d/noip restart

############################################

No segundo script pode-se colocar para executar qualquer comando que 
quizer, neste caso apliquei um reload o PF, parei e iniciei o SQUID e reiniciei
o no-ip.

O script 1 coloca no cron da seguinte forma:
*/30 * * * * root /home/scripts/checa_conexao.sh

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Impressões bsdvm.com

Acabo de subir uma vm FreeBSD 9.0 no site bsdvm.com e vamos às impressões:

Virtualização utilizada VMWARE
Processador: Intel(R) Xeon(R) CPU X3470  @ 2.93GHz
Sistema Operacional do guest: FreeBSD 9.0 i386
Memória: 512MB
HD: 10GB

Teste 1:
Download do ports ( portsnap fetch ), manteve seus 20MB tranquilamente

Teste 2:
Extraindo o ports ( time portsnap extract ):
5.035u 166.376s 5:56.82 48.0% 69+2588k 22794+1537io 1pf+0w

Teste 3:
ping para o host de diferentes links aqui do Brasil entre 200ms e 250ms .

Teste 4:
Download de um arquivo de 100MB por um link Velox de 5MB, ficou ente 2 e 3 MB.

Teste 5:
Foi hospedado um site e nos testes de navegação apresentou boa performance, tempo de
resposta.

Conclusão, vale muito apena, o valor é de U$ 14,95/mês para esta configuração, sem limite de
banda, o espaço em disco um pouco pequeno, mais para hospedagem de apenas um dominio,
e um site com um volume de acesso um pouco baixo, além de um DNS secundário , vai
atender muito bem.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Debian 6 Squeeze, samba, Window 7, domínio e impressora

Após configurar um Debian 6 com samba 3.5.6 , colocar tudo rodando, configurar as 107 contas de usuários, inserir os 70 micros do domínio, comecou a dor de cabeca, os usuários com impressoras locais ficavam 5 minutos para imprimir 2 páginas de um documento, isto se apenas clicassem em imprimir, se tivessem que alterar alguma informacão da impressora, orientacão de página ou qualquer outra coisa, mais uns 3 minutos.

Pronto, pensei que ia ter que comecar a retirar alguns micros do dominio (os com impressoras locais), e comecei a vasculhar logs e mais logs do samba, e tudo que via era:

[2012/07/09 09:57:31.352702,  1] auth/auth_util.c:580(make_server_info_sam)

  User LICITACOES$ in passdb, but getpwnam() fails!
[2012/07/09 09:57:31.352762,  0] auth/auth_sam.c:493(check_sam_security)
  check_sam_security: make_server_info_sam() failed with 'NT_STATUS_NO_SUCH_USER

Tá certo, o usuário está no passdb, mais o getpwnam falhou, e ai?

As informacões sobre o usuário no pdbedit estavam lá, no /etc/passwd estavam lá onde estava o problema?

Justamente em um bug conhecido nas versões do samba menores que a 3.5.8, o tal CASE SENSITVE , acontece que no pdbedit está gravado como MAIUSCULAS e no /etc/passwd está escrito com minusculas, foi apenas alterar a informacão do nome da máquina para MAIUSCULAS no /etc/passwd
que tudo passou a funcionar como deveria ser.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

OpenBSD 5.0 i386


Segue o inicio de um dmesg de um OpenBSD em um notebook um tanto quanto antigo, e tem mais, tem xfce4, chromium, libreoffice e dia. Tudo isto com 256MB .

OpenBSD 5.0 (GENERIC) #43: Wed Aug 17 10:10:52 MDT 2011
    deraadt@i386.openbsd.org:/usr/src/sys/arch/i386/compile/GENERIC
cpu0: Intel Pentium III ("GenuineIntel" 686-class) 848 MHz
cpu0: FPU,V86,DE,PSE,TSC,MSR,PAE,MCE,CX8,SEP,MTRR,PGE,MCA,CMOV,PSE36,MMX,FXSR,SSE
real mem  = 267317248 (254MB)
avail mem = 252895232 (241MB)
mainbus0 at root
bios0 at mainbus0: AT/286+ BIOS, date 10/12/01, BIOS32 rev. 0 @ 0xfbf92, SMBIOS rev. 2.3 @ 0xec000 (43 entries)
bios0: vendor TOSHIBA version "Version 2.60" date 10/12/2001
bios0: TOSHIBA Satellite Pro 4600

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Espelhamento de discos (partições) com FreeBSD 9 e geom_mirror

Esta semana precisei fazer um servidor FreeBSD, pois a controlador uma DELL PERC H200a ou LSI SAS2008 (mps0: port 0x2000-0x20ff mem 0x81240000-0x8124ffff,0x81200000-0x8123ffff irq 16 at device 0.0 on pci1). 
E vejam só, o suporte tem ainda bem inicial não reconhece os discos se estiver usando raid da controladora, então parti para o uso do geom_mirror , e vejam a surpresa, o geom_mirror não gosta de trabalhar o HD em GPT, por isto precisa usar o geom_mirror nas partições, desta forma acabei encontrando o link [1] abaixo que me foi muito útil.
E já está funcionando perfeitamente, em relação a controladora, vale uma lida no man mps.

http://blather.michaelwlucas.com/archives/1071

sábado, 2 de junho de 2012

Skype debian squeeze

Tenho postado bem pouco, mais nestas buscas pela net, achei um link bem útil, simples e direto, sobre a instalação do skype no debian squeeze, como no link já fala tudo nem vou escrever o procedimento, apenas postar o link.

http://wiki.debian.org/skype

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Dois links com FreeBSD setfib + squid

Vamos fazer aqui um tutorial bem rápido para ativar 2 links em um FreeBSD e usar setfib para trabalhar com duas rotas padrão, e fazer o squid sair pelas rotas que definirmos.

Estrutura usada:

- FreeBSD 7.4
- Intel(R) Xeon(R) CPU            3050  @ 2.13GHz
- 2GB RAM
- bge0 - lan - 192.168.0.254/24
- xl0 - wan1 - 200.xxx.xxx.xxx/28 - gw 200.xxx.xxx.xxx ( fib 0 )
- re0 - wan2 - 192.168.1.2/24 - gw 192.168.1.1 ( fib 1 )

Compilar o kernel com a seguinte opção:

 options ROUTETABLES=4

Inserir a rota padrão via setfib com o comando:

 setfib 1 route add -net default 192.168.1.1

Pode inserir este comando no /etc/rc.local para iniciar automaticamente.

Agora no squid inserir as seguintes regras:

 acl rota_oi src 192.168.0.128/255.255.255.224
 tcp_outgoing_address 192.168.1.2 rota_oi 

Vale agora usar a imaginação e brincar com as ACL's do squid, alterando o uso como desejar.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Gerando gráficos de rotação de cooler

Uma ferramenta muito útil no dia a dia, são os gráficos, então vamos ver como gerar graficos de RPM de um cooler em um OpenBSD.

Este script faz a coleta dos dados e grava em um arquivo que mais tarde será lido pelo gnuplot.

#!/bin/sh
# Inserir no cron para rodar a cada 5 minutos

DADOS=/home/scripts/dados
DIA=`date +%Y-%m-%d`
HORA=`date +%H:%M`
cpu_vent=`sysctl -n hw.sensors.it0.fan0`

echo "$HORA $cpu_temp $amb_temp $cpu_vent" >> $DADOS/$DIA

Agora vamos ao responsável por gerar o arquivo .PNG com o gráfico.

#!/bin/sh
# Inserir no cron para rodar de hora em hora

DADOS=/home/scripts/dados
DIA=`date +%Y-%m-%d`
GRAFICOS=/home/scripts/graficos

/usr/local/bin/gnuplot <<_EOF_
set terminal png
set out "$GRAFICOS/$DIA-vent.png"
set title "Ventilador"
set xdata time
set timefmt "%H:%M"
set xrange ["00:00":"23:59"]
set xlabel "Hora"
set ylabel "RPM"
set format x "%H:%M"
plot "$DADOS/$DIA" using 1:2 title "Ventilador" with lines
_EOF_


Desta forma, teremos os gráficos atualizados a cada hora dentro do diretório $GRAFICOS .

Fica aqui um exemplo de como fica o resultado.


quarta-feira, 9 de maio de 2012

Restaurando dump com restore

Dica - FreeBSD - 20120508

Retornando do dump executado no post anterior da partição /var

 host01# mkdir /hdexterno/var
 host01# cd /hdexterno/var
 host01# restore rf /hdexterno/var.dump

Todo o conteúdo do dump estará em /hdexterno/var

terça-feira, 8 de maio de 2012

Efetuando backup com dump em FreeBSD.

Dica - FreeBSD - 20120508

Vou utlizar como exemplo a partição /var:

 host01# dump -a0L -f /hdexterno/var.dump /var

Executar backup e já compactando:

 host01# dump -a0L -f - /var | gzip > /hdexterno/var.dump.gz

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Anti Dica - VoIP - 20120507

Como (não) montar um channel bank de 10 ramais.



Informações técnicas:

5 ATAS, aproximadamente R$ 120,00 /cada
10 ramais analógicos
1 switch 8 portas, R$ 60,00
1 roteador TP-Link (bem escondido a direita) , R$ 60,00

Mozilla FirefoxESR - parte II

Ainda não consigo compreender por que a Mozilla não divulga o link para download da versão ESR, como no post anterior eu não coloquei o link para download, segue agora:

Mozilla FirefoxESR:

http://www.mozilla.org/firefox/organizations/all.html

Mozilla ThunderbirdESR:

http://www.mozilla.org/en-US/thunderbird/organizations/all-esr.html

domingo, 6 de maio de 2012

Localizando servidor cvs mais próximo e mais rápido

Para localizar o servidor cvs mais próximo e mais rápido de seu servidor existe uma ferramenta fastest_cvsup , vamos a instalação e uso:

Instalação:
host01# cd /usr/ports/sysutils/fastest_cvsup && make install

Uso:
host01# fastest_cvsup -c all

Esta opção vai procurar por todos os servidores cvs disponíves, EUA, JP, AR, BR, etc.

host01# fastest_cvsup -c br

Se deseja procurar por servidores no Brasil apenas, usamos a opção -c br , se for no Japão, -c jp .

quinta-feira, 3 de maio de 2012

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Dica - MySQL - 20120502

Fazendo backup de banco de dados MySQL via mysqldump:

1- dump de todos os bancos de dados:
host01# mysqldump --default-character-set=utf8 --password=sneha --all-databases -h host01 | gzip > /home/backup/all-databases.gz

2- dump de apenas um banco específico:

host01# mysqldump --default-character-set=utf8 --password=sneha --databases banco_de_dados -h host01 | gzip > /home/backup/banco_de_dados.gz

3- dump de alguns bancos específicos:

host01# mysqldump --default-character-set=utf8 --password=sneha --databases banco_de_dados1 banco_de_dados2 -h host01 | gzip > /home/backup/bancos_de_dados.gz

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Instalando bruteforceblocker no FreeBSD

Esta postagem ensina a fazer a instalação e configuração do bruteforceblocker no FreeBSD, para trabalhar em conjunto com o PF, para bloquear ataques de força bruta via SSH .

Recomendo a leitura de um destes dois posts anteriores http://shastybsd.blogspot.com/2012/04/dica-20120410.html ou http://shastybsd.blogspot.com.br/2012/04/dica-freebsd-20120411.html para atualização do ports.

* é bom verificar se o perl está atualizado.

host01# cd /usr/ports/secutiry/bruteforcebloker
host01# make install clean

Arquivo de configuração do bruteforceblocker, normalmente não precisa mudar nada, mais vale a leitura:

 /usr/local/etc/bruteforceblocker.conf

Arquivo de configuração do pf:

 /etc/pf.conf

Criar a tabela:

 table persist file "/var/db/ssh-bruteforce"

Inserir o bloqueio

 block in log quick proto tcp from to any port ssh

Inserir no /etc/syslogd.conf

 auth.info;authpriv.info                | exec /usr/local/sbin/bruteforceblocker

Reinciando os serviços:

/etc/rc.d/syslogd restart
/etc/rc.d/pf restart

Para visualizar o conteudo da tabela

pfctl -t bruteforce -T show

PdG (Pulo do Gato):
Usar UseDNS no em /etc/ssh/sshd_config , porque senão vai jogar nome na tabela do pf e ai vai dar
problemas.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Dica - FreeBSD - 20120423

Após baixar os fontes do S.O. (Dica - FreeBSD - 20120414) executar:

host01# cd /usr/src
host01# make -j4 build world
host01# make build kernel
host01# make install kernel
host01# reboot

após o reboot, entrar em single mode

host01# shutdown now
host01# cd /usr/src
host01# mergemaster -p
host01# make installworld
host01# mergemaster -iFU
host01# reboot

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Mozilla FirefoxESR

Para os que administram muitas estações de trabalho e vivem tendo problemas com versões de navegadores, usuários que não conseguem acesso a bancos, plugins que não funcionam, existe a versão do Mozilla FirefoxESR (Extende Support Release) , versão com suporte extendido.

De um tempo pra cá o Firefox (e seu companheiro Thunderbird) começaram a receber atualizações a cada 3 semanas, fazendo a versão 4 ir para versão 11 em pouco tempo, e com isto os plugins de bancos , entre outras extensões , parando de funcionar, e gerando grande dor de cabeça para o pessoal do suporte. Como não tenho a menor afinidade com o IE[7-9], além de não seguir os padrões W3C, fica bem dificil mesmo desenvolver sites (não é minha praia).

Fui pesquisando, pesquisando e acabei chegando ao Mozilla FirefoxESR, uma versão "estável" do Firefox, na verdade a "Release" que é sempre fornecida para download no site mozilla.org, é para usuários meio que beta teste, apesar de ter a versão beta do navegador.

Segue os links para leitura sobre as versões do Firefox e Thunderbird

http://www.mozilla.org/firefox/organizations/
http://www.mozilla.org/thunderbird/organizations/

Uma curiosidade é que pra achar estas informações não fica nada claro no site mozilla.org.

Os links para downloads ficam pra uma pesquisa, que vão achar quando estiverem lendo as FAQ's.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Dell OpenManage para Linux

Sege um link muito util para instalação do OpenManager da Dell para Linux, já estou utilizando no Debian e está perfeito, apesar da própria Dell dizer que o Debian não é homologado.
Funções de acesso a controladora SAS funcionam tanto pelo terminal como Web, quando instalado.

- http://linux.dell.com/repo/community/ 
- http://linux.dell.com/repo/community/deb/

terça-feira, 17 de abril de 2012

Dica - *nix - 20120418

Screenshot via linha de comand

Opções:

- scrot
- import (ImageMagick)

Copiando arquivos pela rede via scp

Copiando arquivos pela rede via scp

host01# scp arquivo.txt usuario@host02:/caminho/de/destino/

Cópia recursiva de um diretório

host01# scp -r DiretorioOrigem usuario@host02:/caminho/de/destino/

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Time Machine em shell script

Segue uma forma simples de criar um sistema de backup do estilo do Time Machine da Apple, em poucas linhas e em shell script:

host01# cat timemachine.sh


#!/bin/sh

cd /storage/ && \
rsync -ptrz -h --delete host02::compartilhamento_via_rsync last ; \
cd last && \
find ./ | cpio -dplm ../new && \
cd - && \
mv last `date +%Y%m%d-%H%M` && \
mv new last
cd /
<< EOF

Agora vai da criatividade para criar uma forma de limpar os backups mais antigos.

- Na linha 2 pode ser feito dentro do mesmo micro, não precisa apontar para um outro host.
- Funciona em FreeBSD, OpenBSD ou seja, *NIX .

sábado, 14 de abril de 2012

Dica - FreeBSD - 20120414

Atualização de fontes do sistema operacional via csup

Criar um arquivo src.supfile com o conteudo:


*default host=cvsup.br.FreeBSD.org
*default base=/var/db
*default prefix=/usr
*default release=cvs tag=RELENG_7_4
*default delete use-rel-suffix
*default compress
src-all


Atenção nas linhas:

*default host <- host que será usado para baixar os fontes
*default release <- versão do fonte a ser baixado, neste caso 7.4, pode ser usado RELENG_7 para última release da família 7.x .

Para ajudar a escolher o melhor host, o mais perto e mais rápido, recomendo usar /usr/ports/sysutils/cvsup_fastest

host01# cvsup_fastest -c br

Este exemplo vai procurar por hosts no Brasil, caso queira procurar por todo o mundo 

host01# cvsup_fastest -c all

sexta-feira, 13 de abril de 2012

WinRAR, WinZIP e outros

Não consigo entender, o motivo das empresas de suporte a sistemas (ERP's, CRM's, etc) ter uma necessidade de instalar o WinRAR (cópia de avaliação), WinZIP (que fica com aquela mensagem de aguarde, você usou este aplicativos 2565 vezes, deseja comprar?). Ou arrumam umas coisas com nomes estranhos e ícones verdes, hoje já tem uma alternativa muito melhor que todas estas , e o principal, livre e gratuito, fica ai a dica e o link do site.

http://www.7-zip.org/

Não se acanhem em clicar em DONATE e fazer uma doação ao projeto caso achem o aplicativo útil, é melhor do que fica usando "cópia de avaliação" ou seja, pirata mesmo.

Mais umas informações:

- 7-zip descompacta .rar
- 7-zip descompacta .zip
- Compressão 7z é TOP.
- 7-zip gera arquivos .exe prontos para serem descompactados.

Dica - Linux - 20110413

Instalação de Firefox 11 no Debian 6 (squeeze) amd64

Baixar o Firefox no site http://www.mozilla.org/

Descompactar e mover o diretório para /opt/firefox (eu quiz aqui, se quiser outro lugar, sem problemas)

Executar /opt/firefox/firefox

PdG (Pulo do Gato):
Instalar os pacotes: ia32-libs e ia32-libs-gtk .

quinta-feira, 12 de abril de 2012

FreeBSD - Instalação de ntop

Ferramenta: ntop
Referência: http://www.ntop.org
Sistema Operacional: FreeBSD

host01# cd /usr/ports/net/ntop && make install

Ativar inicialização automática inserir no /etc/rc.conf
ntop_enable="YES"

e para passar parâmetros (no rc.conf) inserir
ntop_flags="--ipv4 -d --use-syslog=daemon"

PdG (pulo do gato):
--ipv4 é para escutar apenas em IPV4, por padrão está escutando em IPV6.

* Recomendo dar uma lida no "man ntop"

Para acessar: http://host01:3000/

Dica - FreeBSD - 20120412

Limpando árvore do ports

host01# portsclean -CDLP

* Precisa do portupgrade instalado

Parametros:
-C Limpa diretórios work
-D Limpa arquivos distfiles
-L Limpa bibliotecas antigas e/ou obsoletas
-P Limpa pacotes .tgz antigos

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Xen - Melhores práticas


Adicionar no /etc/rc.local (CentOS 5.x e Debian)
virsh schedinfo 0 --weight 512
Inserir no grub
CentOS 5.x:
no arquivos:
/boot/grub/menu.1st
inserir ao final da linha do kernel
dom0_max_vcpus=1 dom0_vcpus_pin dom0_mem=1024M
Debian 6
no arquivo:
/etc/default/grub
inserir:
GRUB_CMDLINE_XEN="dom0_mem=768M dom0_max_vcpus=1 dom0_vcpus_pin"

Dica - FreeBSD - 20120411



Atualizando árvore do ports via csup
Criar um arquivo com o conteúdo:


# cat ports.supfile

*default host=cvsup.br.freebsd.org
*default base=/var/db
*default prefix=/usr
*default release=cvs tag=.
*default delete use-rel-suffix
*default compress
ports-all


Executar:
# csup ports.supfile

terça-feira, 10 de abril de 2012

Dica - FreeBSD - 20120410

Atualizando árvore do ports via portsnap

Quando for usado pela primeira vez
# portsnap fetch
# portsnap extract

Nas demais vezes
# portsnap fetch
# portsnap update

FreeBSD - Configuração de cliente PPPoE - Oi Velox


Inserir as seguintes linhas no /etc/rc.conf

ppp_enable="YES"        # Ativa o ppp na inicilização
ppp_mode="auto"          # Modo da conexão 
ppp_profile="default"      # Perfil a ser utilizado
ppp_user="root"             # usuário que pode altera a conexão
ppp_nat="NO"               # Desabilita o NAT nesta conexão (passar para pf ou ipfw fazer)

Arquivo de configuração /etc/ppp/ppp.conf

default:  # Perfil (ppp_profile="default" no /etc/rc.conf)
 set device PPPoE:  # nome da interface de rede ex.: fxp0
 enable lqr
 disable ipv6cp
 enable tcpmssfixup
 set reconnect 3 20
 set redial 3 25
 set lqrperiod 45
 set mtu 1492
 set mru 1492
 set timeout 0
 set log phase tun
 enable dns
 add default HISADDR
 set authname "login@dominio.com.br"
 set authkey "senhaSENHA"

OBS:
- Nas linhas abaixo do profile no arquivos ppp.conf, precisam iniciar com espaço " " .
- Não testei em SPEED ou similares, mais acredito que funcione.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Instalando Xen4 em Debian 6

Tá, um blog que tem o maior foco em BSD's, porque tem um post sobre Linux, bem, vamos
alguns tipos de assuntos aqui, sempre focando de software livre, principalmente em relação
a sistemas operacionais livres, por isto Linux também vai aparecer neste blogger.


Retirado do site: http://wiki.debian.org/Xen .
Após instalar o Debian 6, instalar o hypervisor, xen kernel e xen-tools:

#aptitude -P install xen-linux-system

Instalar o suporte a HVM (para virtualização completa)

#apt-get install xen-qemu-dm-4.0


Alterar para o Xen Hypervisor ser o boot padrão e atualizar informações do grub:

mv -i /etc/grub.d/10_linux /etc/grub.d/21_linux
update-grub

Editar /etc/default/grub e inserir:

GRUB_DISABLE_OS_PROBER=true

Atualizar o grub com update-grub
Alguns problemas podem ocorrer ao reinicar o host e ao tentar salvar e restaurar os guests podemos ter problemas, então é recomendado inserir/alterar as linhas no arquivo, /etc/defaults/xendomains

XENDOMAINS_RESTORE=false
XENDOMAINS_SAVE=""

Alterando o arquivo /etc/xen/xend-config.sxp

(xend-unix-server=yes)
(network-script network-bridge)

Agora o pulo do gato, onde agarrei um bom tempo, o debian + gnome, vem com um auto configurador da placa de rede que faz uma boa bagunça, e o xen precisa do arquivo /etc/network/interfaces dentro do padrão, no meu caso aqui deixei a placa de rede como dhcp mesmo, e inseri as seguintes linhas:

auto lo eth0
iface eth0 inet dhcp

Pronto, hora do reboot....
... e depois um xm dmesg.
Agora podemos instalar as ferramentas para administração das VMs.
Ferramentas recomendadas:

apt-get install virt-manager

Dicas:
- usar o sudo para executar a ferramenta - dentro do /usr/lib64 criar um link do diretório xen-4.0 para xen (ln -sf xen-4.0 xen) caso contrário, ao criar uma VM full virtualizada vai apresentar um erro.